Abcesso Dentário

Um abcesso no dente é uma bolsa de pus que é causada por uma infecção bacteriana. O abcesso pode aparecer em diferentes regiões do dente por razões diversas. Um abcesso periapical  ocorre na extremidade da raiz, enquanto um abcesso periodontal  ocorre nas gengivas, junto à raiz do dente. A informação aqui apresentada refere-se especificamente a abcessos periapicais.
Um abcesso periapical ou dentário surge, normalmente, devido a uma cavidade dentária que não foi tratada, a uma lesão ou a um tratamento dentário feito anteriormente.
Os dentistas tratam o abcesso no dente através da drenagem do mesmo e eliminando a infecção. Os dentistas podem conseguir salvar o dente através do tratamento do canal radicular (tratamento endodôntico), mas, nalguns casos, pode ser necessária a sua extracção. Não tratar um abcesso no dente pode originar complicações graves, as quais podem, inclusivamente, envolver risco de vida.

Os indícios e sintomas de um abcesso no dente podem ser:

  • Dor de dentes intensa, persistente e latejante;
  • Sensibilidade a temperaturas quentes e frias;
  • Sensibilidade à pressão feita pela mastigação ou mordedura;
  • Febre;
  • Inchaço no rosto ou na bochecha;
  • Sensibilidade e inchaço dos gânglios linfáticos na parte inferior do maxilar ou no pescoço;
  • Afluxo súbito de líquido malcheiroso e com sabor desagradável na boca e alívio da dor, se o abcesso rebentar.
Quando é que deve consultar um médico

Consulte o dentista imediatamente se tiver quaisquer indícios ou sintomas de um abcesso no dente. Se tiver febre e apresentar um inchaço no rosto e não conseguir ter consulta com o seu dentista, dirija-se às urgências. Dirija-se igualmente às urgências, se tiver dificuldades a respirar ou a engolir. Estes sintomas podem indicar que a infecção se alastrou mais profundamente no maxilar e nos tecidos circundantes ou mesmo para outras áreas do corpo.

CAUSAS

Um abcesso dentário ou periapical ocorre quando as bactérias invadem a polpa dentária – a parte mais interna do dente que contém vasos sanguíneos, nervos e tecido conjuntivo.
A bactéria entra, quer através de uma cavidade dentária quer através de uma lasca ou fractura no dente, e espalha-se até à raiz. A infecção bacteriana pode provocar inchaço e inflamação na extremidade da raiz.

 

Além de examinar o dente e a área circundante, o dentista poderá:
  • Dar uma leve pancada nos seus dentes. Um dente que tem um abcesso na raiz é normalmente sensível ao toque ou à pressão.
  • Recomendar um raio X. Um raio X do dente dolorido pode ajudar a identificar um abcesso. O dentista pode também utilizar o raio X para determinar se a infecção alastrou, provocando abcessos noutras áreas.

O objectivo do tratamento é eliminar a infecção. Para o conseguir, o dentista poderá:

  • Abrir (incisar) e drenar o abcesso. O dentista irá fazer um pequeno corte no abcesso, permitindo que o pus seja drenado, e, posteriormente, irá lavar a zona com água salgada (solução salina).
  • Realizar um tratamento de canal. Este procedimento pode ajudar a eliminar a infecção e a salvar o dente. Para o fazer, o dentista irá perfurar o dente, remover o tecido central que se encontra doente (polpa) e drenar o abcesso. Após efectuar este procedimento, o dentista irá preencher e selar a câmara pulpar e os canais radiculares, e revestir o dente com uma coroa para aumentar a sua resistência, especialmente se forem dentes molares. Se cuidar correctamente do dente restaurado, este pode durar uma vida inteira.
  • Extrair o dente afectado. Se o dente afectado não puder ser salvo, o dentista irá arrancá-lo (extrair) e drenar o abcesso para que seja possível eliminar a infecção.
  • Prescrever antibióticos. Se a infecção for limitada à área do abcesso, poderá não haver necessidade de utilização de antibióticos. Mas, se a infecção alastrar para os dentes vizinhos, para o maxilar ou para outras áreas, o dentista irá, provavelmente, prescrever antibióticos para impedir que esta alastre ainda mais. O dentista poderá também recomendar antibióticos se tiver o seu sistema imunológico debilitado.

Deixe o seu comentário

O seu e-mail não será divulgado